• Pro Corpore Studio Pilates

    Perceber, conhecer, respeitar e amar o próprio corpo: a equipe Pro Corpore é altamente especializada em condicionamento físico, reabilitação e conscientização corporal. Tudo isso em um ambiente tranqüilo, equipado e planejado para o seu bem-estar.

  • Mat e pilates com aparelhos

    A equipe Pro Corpore trabalha com ambas as versões oficiais do método. Além do completo estúdio de aparelhos, são ministrados treinos de mat pilates: trabalho de solo com ampla gama de acessórios como bolas, magic circle, foam roller e thera band, que confere força e grande vigor físico.

  • Treinos específicos para pessoas de todas as idades e condições variadas

    O treino é individualizado, próprio para atender homens e mulheres de todas as idades e condições variadas, desde sedentários até atletas e bailarinos; além de programas especialmente desenvolvidos para idosos e gestantes.

  • Qualidade de vida

    Os programas trazem ganhos que vão muito além do desejado vigor físico, abrangendo uma lista extensa de benefícios promotores de alta qualidade de vida. As aulas são individuais ou em duplas, propiciando uma orientação personalizada
    e com privacidade.

  • Mens sana in corpore sano

    Para a equipe Pro Corpore o aprimoramento, equilíbrio, conhecimento, consciência e harmonia são fundamentais para a promoção da saúde plena. Queremos compartilhar tudo isso com você!

28 setembro 2011

O que é o Sedentarismo?

O sedentarismo pode ser definido como falta de atividade física suficiente e pode afetar a saúde da pessoa. A falta de atividade física não está ligada a não praticar esportes. Pessoas com atividades físicas regulares, como limpar a casa, caminhar para o trabalho, realizar funções profissionais que requerem esforço físico, não são classificados como sedentários. O sedentarismo acontece quando a pessoa gasta poucas calorias diárias com atividades físicas.
O sedentarismo é um dos fatores de risco intimamente relacionados com o aparecimento de doenças como a hipertensão, doenças respiratórias crónicas e distúrbios cardíacos. Pesquisas mostram que, o risco de se ter uma doença cardiovascular aumenta uma vezes e meia nas pessoas que não têm uma vida ativa. Mais de 60% da população adulta não pratica exercício físico.
O primeiro passo para se ter uma vida saudável e combater o sedentarismo é consultar nutricionistas e personal trainer especializados, depois dissso, mudar alguns hábitos de vida, de acordo com a orientação dos profissionais de nutrição em prática de exercícios. Exercícios como subir escadas em vez de utilizar elevadores, caminhar, andar de bicicleta ou mesmo passear com o cachorro são atividades que estimulam o bem estar físico e mental e reduzem, de forma eficaz, as consequências ligadas à inatividade. Para qualquer prática de exercícios um profissional de saúde deve ser consultado!
No caso de optar por uma prática esportiva ou uma outra atividade específica para emagrecimento, procure por um profissional na área de Educação Física para orientações adequadas, seguras e melhores resultados.
Algumas dicas sobre largar o sedentarismo e começar atividades físicas:
Pessoas sedentárias podem melhorar sua saúde e bem-estar ao ficarem moderadamente ativas de forma regular.
Atividade física não precisa ser extenuante para alcançar benefícios à saúde. Os melhores benefícios à saúde podem ser alcançados aumentando a quantidade (duração, frequência, ou intensidade) da atividade física.
Praticar atividade física regular na maioria dos dias da semana diminui o risco de desenvolver várias doenças associadas ao sedentarismo.
Atividade física regular pode melhorar a saúde das seguintes formas:
· Reduz o risco de morrer prematuramente.
· Reduz o risco de morrer de doença cardiovascular.
· Diminui o risco de desenvolver diabetes.
· Reduz o risco de desenvolver pressão alta.
· Ajuda a diminuir a pressão sanguínea.
· Reduz o risco de desenvolver câncer de colón.
· Diminui os sentimentos de ansiedade e depressão.
· Ajuda a controlar o peso corporal.
· Ajuda a manter ossos, músculos e articulações saudáveis.
· Ajuda idosos a ficarem mais fortes e mais capazes de mover se cair.
· Promove o bem-estar psicológico.
E então, vamos praticar atividades físicas e viver melhor?
Consulte o nutricionista para enfrentar um novo ritmo de vida!
Referência: Márcia Groenninga

21 setembro 2011

Pilates auxilia no emagrecimento

 
Algumas pessoas acreditam que basta subir na balança e pesar “menos” para que tenham perdido peso. Devemos sempre lembrar a necessidade de manter uma dieta equilibrada e disciplina na prática das atividades aeróbicas, para que percamos peso gradativamente. Entre os exercícios aeróbios estão a caminhada, corrida, natação, pular corda, pedalar, andar de patins e outros, todos contribuem bastante nesse processo.

O foco principal do Pilates é a consciência corporal durante os exercícios combinado com a respiração e postura. Existem outros benefícios de melhora das capacidades físicas que são mais visíveis na prática do método como: melhora da flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora e resistência musculação, onde podemos elaborar as sessões com estratégias de intensidade que favorecem no processo de emagrecimento, usando alguns exercícios que elevem a freqüência cardíaca do cliente.

O emagrecimento não decorre exclusivamente da prática de Pilates, mas de uma combinação de fatores. Também depende do tipo de corpo do aluno, do nível de esforço e dos tipos de exercícios trabalhados durante a aula. No entanto, ele não é um exercício aeróbico.

Normalmente, o gasto energético de uma aula de Pilates fica abaixo do que precisamos para “queimar gordura”. Precisar a perda de calorias numa aula de Pilates é bem difícil, pois as aulas têm objetivos diferentes, mas normalmente consideramos uma média de 400 calorias por sessão, que varia de acordo com o objetivo de cada aluno. Principalmente se o cliente optar pela aula de Mat, onde nessa aula não há intervalos entre as séries e, com isso, torna-se mais intensas, (esse efeito dependerá do condicionamento e metabolismo de cada praticante).

Outra estratégia é a utilização de um acessório que contribui para atingir resultados como o trabalho aeróbico: a plataforma de salto (que se encaixa no Reformer, chamada de Jump Board). Ela proporciona um desafio aeróbico por fazer com que o aluno não descanse entre os saltos, exigindo assim maior ativação de pernas, braços ou abdome (variando de acordo com a quantidade de molas e a posição do praticante no equipamento). Para um aluno que já pratica uma atividade aeróbica será uma ótima opção.

Fonte: Revista Pilates

Autora:
Rafaela Porto

14 setembro 2011

Alimentação do homem a partir dos 50 anos

1 - O que muda no metabolismo do homem a partir dos 50 anos?
É certo que com o passar dos anos, o organismo diminui sua atividade, com isso ocorre a redução do metabolismo.
As principais alterações metabólicas são: diminuição do gosto e olfato e próteses dentárias - dificultando a percepção de sabores e mastigação, diminuição de saliva - dificultando a deglutição, diminuição da mobilidade intestinal, diminuição de enzimas digestivas (lípase, amílase e pepsina), as necessidas energéticas diminuem, bem como o metabolismo basal, a absorção de certos nutrientes e o volume de água armazenado no organismo, também vai reduzindo aos poucos.

2 - O que o homem com mais de 50 que quer cuidar de sua alimentação deve fazer? Esses cuidados mudam aos 60 e aos 70?
Em ambas as faixas etárias, a dieta deve ser equilibrada, respeitando as necessidades energéticas individuais devem ser respeitadas e seguidas (em termos de carboidratos, proteínas e gorduras). Uma atenção especial ao consumo de alimentos fontes de vitaminas e minerais é essencial, pois esses nutrientes, atuam na regulação de diversas funções do organismo, agindo como antioxidante e prevenindo o envelhecimento e aparecimento de doenças.
Dois fatores importantes que devem ser considerações é a apresentação da refeição (cor, sabor, aroma e textura), bem como a prática de atividade física que estimula o fortalecimento de ossos e músculos, facilita o trânsito dos alimentos e sua eliminação, além de combater a depressão e envolver o indivíduo ao ambiente social.
Com o avanço da idade, há redução na sensação de sede, dessa forma para evitar uma desidratação é importante que um indivíduo normal bebe 1,5 de água (líquidos) todos os dias, mesmo se não estiver com sede.

3 - Há alimentos que precisam ser retirados? Quais e por quê?
Não é a questão de retirar alimentos, mas sim de ajustar as quantidades adequadas para as necessidades específicas. Não existe alimento bom ou ruim, mas sim excesso de alimentos que podem gerar algum prejuízo. Em caso do indivíduo possuir alguma patologia, a alimentação será analisada com detalhe e é possível que algum alimento seja retirado e/ou reduzido por um período específico.

4 - Há alimentos que devem ser consumidos em maior quantidade? Quais e por quê?
Vou abordar os nutrientes mais importantes:

Vitaminas B6, B12 e ácido fólico - essas vitaminas são absorvidas por enzimas digestivas presentes no suco gástrico, cujo volume diminui com a idade. Formigamento nas pernas, perda de memória e alguns desarranjos mentais e neurológicos podem ser sintomas da carência desses micronutrientes que atuam no sistema nervoso.

Zinco, vitamina B2 - apatia, insegurança, debilidade e má assimilação dos alimentos são sintomas da falta de vitamina B2, também chamada de riboflavina. A falta de zinco implica perda do paladar, falta de apetite e cicatrização lenta.

Vitamina E - um poderoso antioxidante, evita que os radicais livres se liguem às membranas das células causando doenças e envelhecimento. Presente no gérmen de trigo, castanhas, nozes e óleos vegetais.

Betacaroteno - é uma forma de pré-vitamina A presente em todos os alimentos amarelo-alaranjados. Antioxidante, preserva e renova a pele e a visão.

Licopeno - está associado a prevenção de câncer de próstata (fontes: tomate, goiaba, melancia).

Fibras - colaboram na motilidade intestinal, controle de colesterol e glicemia.

Água - essencial para melhorar o trabalho de rins e intestino, eliminando toxinas e protegendo os músculos e as articulações. A falta de água pode causar, além de desidratação, fadiga e má absorção das vitaminas hidrossolúveis (C e complexo B). Beba água sempre; não espere pela sede, que já indica um estado de desidratação.

Jornal Agora SP - Grupo Folha - São Paulo, 25 de fevereiro de 2009.

03 setembro 2011

Estenose lombar e Pilates

De acordo com o The Mayo Clinic, 4 entre 5 adultos sofrem de dor nas costas pelo menos uma vez na vida.
É comum instrutores de Pilates encontrarem alunos com dores na coluna lombar, mas é extremamente importante ter um diagnostico médico para saber a origem da dor e conseqüentemente, poder prescrever os exercícios ideais.
Em alguns casos é importante trabalhar a mobilidade articular, em outros pode ser extremamente contra-indicado. Por isso devemos sempre nos informar sobre a origem da dor, se possível conversar com o médico do aluno e assim poder evitar os exercícios contraindicados.
Nesta matéria o foco está na Estenose Lombar. A informação aqui é generalizada, por isso recomendamos que se tenha sempre um diálogo para poder entender melhor as necessidades do cliente.
A estenose lombar é diagnosticada por um médico através de ressonância magnética ou tomografia e pode ter diferentes classificações. O fator comum é o estreitamento do canal vertebral lombar, o que provoca pressão na medula espinhal.
A pressão causa dores na região lombar e muitas vezes pode se expandir para os membros inferiores. Por esta razão, as vezes é diagnosticada erroneamente como Ciática.
“A medula espinhal é uma extensão do cérebro e é protegida pela coluna vertebral. A coluna vertebral é dividida em 4 segmentos que se movem em flexão antero-posterior e lateral, extensão e rotação. Raizes nervosas localizam-se entre as vértebras para enervar os membros inferiores e produzir sensações e movimento”. (Kibler, 1998)
Quando a medula espinhal é pressionada a sensação pode se expandir para as regiões que são enervadas pelas raízes do nervo afetado. Pacientes com estenose lombar podem sentir dores na coluna lombar, glúteos, região posterior da coxa e pantorrilhas. Também possuem sensações de fraqueza nos membros inferiores e normalmente se sentem mais confortáveis em posições de flexão do tronco.
Por causa da dor a inatividade é comun. Razão pela qual alunos com estenose normalmente tem limitação na flexibilidade e força. É recomendado o fortalecimento dos músculos extensores da coluna, abdominais e dos membros inferiores, além de alongamento do piriforme e supraespinhal.
Um fator importante nos períodos de dor aguda é evitar a mobilização excessiva da coluna vertebral e a carga excessiva que provoque compressão intradiscal. Exercícios de estabilização como o Leg circles ou Dead bug com pouca alavanca são bons exemplos de fortalecimento do centro com estabilização da coluna.

Por Africa Alarcon
North American Spine Socitey
Pro Corpore Studio do Corpo Ltda ME. Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Siga-nos através de seu e-mail!

Total de visualizações de página