• Pro Corpore Studio Pilates

    Perceber, conhecer, respeitar e amar o próprio corpo: a equipe Pro Corpore é altamente especializada em condicionamento físico, reabilitação e conscientização corporal. Tudo isso em um ambiente tranqüilo, equipado e planejado para o seu bem-estar.

  • Mat e pilates com aparelhos

    A equipe Pro Corpore trabalha com ambas as versões oficiais do método. Além do completo estúdio de aparelhos, são ministrados treinos de mat pilates: trabalho de solo com ampla gama de acessórios como bolas, magic circle, foam roller e thera band, que confere força e grande vigor físico.

  • Treinos específicos para pessoas de todas as idades e condições variadas

    O treino é individualizado, próprio para atender homens e mulheres de todas as idades e condições variadas, desde sedentários até atletas e bailarinos; além de programas especialmente desenvolvidos para idosos e gestantes.

  • Qualidade de vida

    Os programas trazem ganhos que vão muito além do desejado vigor físico, abrangendo uma lista extensa de benefícios promotores de alta qualidade de vida. As aulas são individuais ou em duplas, propiciando uma orientação personalizada
    e com privacidade.

  • Mens sana in corpore sano

    Para a equipe Pro Corpore o aprimoramento, equilíbrio, conhecimento, consciência e harmonia são fundamentais para a promoção da saúde plena. Queremos compartilhar tudo isso com você!

29 maio 2011

Pilates no Tratamento e Prevenção da Síndrome do Piriforme e dor Ciática

A Síndrome do Piriforme é uma irritação do nervo ciático devido à sua compressão pelo músculo piriforme na sua saída da pelve para a região glútea. O nervo ciático passa debaixo do piriforme, mas em algumas pessoas ele passa através dele, aumentando a probabilidade para ocorrer a síndrome. Se esse músculo, sofrer uma tensão, espasmo, encurtamento ou hipertrofia, o nervo ciático poderá ser comprometido. Entretanto, deve-se ficar alerta para o fato de que o desequilíbrio pélvico pode ser responsável por um desequilíbrio entre os rotadores internos e externos.
O piriforme é um pequeno e profundo músculo em forma de pêra que se origina na superfície pélvica do sacro (porção final da coluna) e conecta-se no trocanter maior do fêmur (osso da coxa). Sua principal função é promover a rotação externa da coxa ou mover a mesma lateralmente, função estas, realizadas com o auxílio de outros cinco músculos localizados na parte profunda do quadril, sob os glúteos. São os músculos rotadores.
O nervo ciático é o maior nervo do corpo, emerge da pelve em direção à região posterior da coxa e passa por entre esses músculos rotadores.
A síndrome do piriforme causa dor profunda na superfície posterior do quadril e nádega, dormência e formigamento em direção às pernas e lombalgia.
O paciente pode apresentar aumento da dor ao caminhar, correr, aos movimentos de rotação lateral do quadril, durante os movimentos de sentar e levantar, ao ficar em pé.
É comum em esportes que envolvem corrida, mudança de direção ou descarga de peso excessiva. Corrida em terrenos duros ou irregulares, subir escadas, atividades que exijam muito agachamento e uso de calçados inapropriados para o tipo de pisada ou gastos demais também podem auxiliar no desenvolvimento da dor. O excesso de exercícios que enfocam os glúteos conduz a um aumento rápido e exagerado dos glúteos podendo causar compressão do nervo ciático e inflamação (neurite).
Ficar sentado por longos períodos, principalmente com a coxa em rotação externa diminui o fluxo sanguíneo para a região do músculo e altera a fisiologia do piriforme (e dos músculos próximos à ele também) provocando o encurtamento. A falta de alongamento irá contribuir para que a musculatura envolvida tencione ainda mais e piore os sintomas.
O tratamento pode abranger medicamentos analgésicos, antiinflamatórios e relaxantes musculares sob prescrição médica, injeção local de anestésicos e corticosteróides, repouso, cirurgias nos casos mais graves e sem melhora com tratamento clínico por período prolongado.
O PILATES pode agir tanto na prevenção como no tratamento desta síndrome.
A prevenção pode ser feita através de um programa de exercícios individualizados que envolvem, sobretudo, alongamentos dos músculos glúteos, rotadores internos e externos do quadril; mobilização de quadril e membros inferiores.
Já a ação do PILATES no auxílio do tratamento desta síndrome, trata-se de uma reabilitação com o objetivo de permitir o retorno ao esporte e as atividades da vida diária de forma segura e efetiva. São focados os movimentos, força e flexibilidade dos membros inferiores, exercícios de transferências e que simulam o caminhar, o trote, a corrida, mudanças de direções e saltos; sempre adaptados à individualidade do indivíduo, objetivo, e no caso de atletas e esportistas, à especificidade da modalidade.

Fonte: www.flexuspilates.com.br

25 maio 2011

Generosidade faz bem


Virtude saudável
Fazer o bem faz bem?
Místicos, filósofos, psicólogos e religiosos garantem que sim. Mas é preciso agir na medida certa. “Só se faz o bem quando há uma troca e é isso que vitaliza as pessoas, pois trocar é o princípio da vida”, diz o rabino Nilton Bonder. Se você ajuda uma criança, vai receber, no mínimo, o afeto ou um sorriso. “Toda vez que for generoso sem receber nada em troca, cruza a linha do orgulho; e aquele que apenas recebe, sem poder retribuir, se sente humilhado”, diz ele.
Para o budismo tibetano, a generosidade é a mais importante das seis paramitas ou perfeições, que nós já possuímos, mas que precisam ser desenvolvidas. As outras cinco são moralidade, paciência, vigor, concentração e sabedoria. Ao sermos generosos, estamos plantando sementes para vidas futuras. Essa é a lei do karma, que, em sânscrito, significa “ação”. Este princípio estabelece que toda ação gera uma reação, seja positiva ou negativa, que acaba por afetar a quem provocou a ação.
Dom Pedro Luiz Stringhini, bispo-auxiliar da Arquidiocese de São Paulo, ensina que a missão primordial do católico é praticar a caridade e que essa virtude deve ser cultivada permanentemente. Mas reconhece que ela não é uma exclusividade da crença católica: “Não é porque a pessoa é boa ou porque é pecadora que ela pratica a caridade. É porque é humana”. Essa virtude cabe em qualquer lugar e começa pela cordialidade com todos ao nosso redor.
“Essa generosidade no dia-a-dia faz parte da inclusão na sociedade”, diz o psicólogo Niraldo de Oliveira Santos, do Hospital das Clínicas, de São Paulo. “Ela corresponde aos códigos culturais de um grupo.”

Por Maria Emília Kubrusly

22 maio 2011

Pilates: questão de consciência corporal

Há 88 anos, quando Joseph H. Pilates concluiu seu método de exercícios para melhorar o condicionamento físico e mental, ele não poderia imaginar o seu sucesso e longevidade.
Hoje, essa técnica vem sendo utilizada em academias e centros de fisioterapia, sendo procurada por adolescentes, atletas, idosos, gestantes, pessoas com problemas musculares e de articulações, dores, pós-cirúrgicos e pós-parto, médicos, enfim, por quem deseja melhorar sua performance, ter mais saúde, disposição e, é claro, um corpo bonito e firme.



“Desafio. Essa é, com certeza, a palavra que melhor define o pilates, método de saúde, qualidade de vida e felicidade. O corpo é constantemente estimulado, mas a chave do trabalho é a percepção de si mesmo, o equilíbrio interno”, conceitua a fisioterapeuta Sabrina Merrighi. Quando ensinamos as pessoas a entenderem o seu corpo, ele melhora e reflete esse aprendizado no dia-a-dia. É a mente que esculpe o nosso corpo.”
Pilates, o criador do método, ensinava que é preciso “concentrar-se nos movimentos certos cada vez que você faz um exercício. Caso contrário, você os executará de forma inadequada e eles perderão seu valor”. Ele enfatizava ainda a importância da respiração para melhorar a oxigenação e, por consequência, a circulação do sangue. Os exercícios trazem inúmeras vantagens, principalmente para quem está cansado das tradicionais ginásticas.
Uma aula de pilates integra séries de exercícios em vários tipos de aparelhos e no chão. “É importante alongar, expandir o arco de movimento do seu corpo, respirar bem e ter consciência postural. Os aparelhos usam a resistência das molas para criar dificuldade e trabalhar da forma mais adequada a demanda muscular, sempre sob a supervisão de profissional qualificado”, diz a fisioterapeuta.
O pilates pode ser praticado por pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento físico.

Fonte: O TEMPO

19 maio 2011

Dicas de Bem-estar e Qualidade de vida

Todos podem diminuir os riscos de desenvolver doenças, adotando um estilo de vida saudável em todos os sentidos. Esteja sempre atento(a) para um aumento em sua saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Nos dias atuais, onde a correria toma conta do dia-a-dia, você deve estar se questionando como e com que tempo pode começar a mudar suas atitudes e passar então a adotar este novo estilo de vida.

Aqui colocamos algumas orientações para que você possa desde o acordar, ter um dia mais feliz com plena sensação de bem-estar:

1. Ao despertar, estique os braços e pernas lentamente, e aos poucos vire as pernas de um lado para o outro de maneira contida, sentindo alongar com suavidade a coluna. Ainda na cama, sente-se de joelhos e estique os braços para cima. Isso não tomará mais do que 1 minuto de seu tempo, caso tenha um pouco a mais de tempo disponível, complete os exercicios de alongamento, esticando todo o corpo da cabeça aos pés, espreguiçando lenta e demoradamente. Lembre-se: o alongamento é peça chave e essencial para manter a coluna alinhada e diminuir as tensões de todo o corpo.

2. Ainda em jejum, procure sempre tomar algum líquido (água, suco natural ou chá verde). Qualquer liquido desde que seja natural, ajuda a desintoxicar e a hidratar o seu organismo que está há muito tempo sem a ingestão de líquidos. A água com limão (sem açúcar), é a mais aconselhada, por possuir várias funções terapêuticas como alcalinizar, cicatrizar e desinfetar tecidos, como também desintoxicar o sangue.

3. Agradeça! Busque agradecer a todas as coisas que acontecem em sua vida, mesmo aquelas que lhe tiram o fôlego e o(a) deixam nervoso(a), pois você tem a oportunidade de levantar mais um dia; esse ato certamente lhe trará muito mais alegria do que se você preferir reclamar da situação. Aproveite e planeje coisas boas para o dia que terá pela frente, trazendo consigo somente pensamentos positivos.

4. Alimente-se bem e tranquilamente; é importante ter um cardápio variado e colorido, dando especial atenção aos líquidos, frutas, fibras e verduras, estes devem assegurar um bom funcionamento do intestino, auxiliando no tratamento de doenças e também na desintoxicação do organismo, o que deixará sua pele mais saudável e vistosa. Procure concentrar-se em sua refeição, saborear bem os alimentos, estando sempre consciente daquilo que está ingerindo. Neste momento, deixe de lado as preocupações. Coma várias vezes ao dia, para que a quantidade de uma única refeição não extrapole. Ingerir em pequenas quantidades e maior frequência, aumenta o processo de acelaração de seu metabolismo, e faz com que um estômago dilatado volte com mais facilidade ao tamanho normal.

5. Inclua a atividade física na sua rotina. Fazer exercícios regularmente, aumenta o metabolismo o que gastará sua energia acumulada, e, auxiliará você a manter um peso saudável, além de lhe trazer mais ânimo e disposição, melhorar o humor, diminuir o stress, fortalecer os ossos, regular o sono, reduzindo desta forma o risco de doenças crônicas. Mas, lembre-se: Exercite-se com moderação e sempre com o acompanhamento de um profissional, evitando o risco de lesões mais sérias.

6. Sorria! A Felicidade é contagiante. Seja Feliz Sempre! Compartilhe alegria com todos a seu redor!

11 maio 2011

Flacidez nos braços pode ser combatida com a prática de pilates

Depois que a modelo Luiza Brunet revelou que para manter firme seu poderoso “tchauzinho” ela se dedica, há alguns anos, ao pilates, agora é a vez da atriz Desirée de Oliveira, do programa “Zorra Total”, da TV Globo, arregaçar as mangas e mostrar que a técnica já traz benefícios aos braços com apenas três meses de prática.

“Estou adorando as vantagens do pilates para manter a forma. Quero que meu adeusinho fique lindo, porque vou me casar no ano que vem, e terei que acenar muito”, conta Desirée.

Há três meses, a atriz está fortalecendo a musculatura do braço na Clínica de Pilates Physio Center, na Barra da Tijuca. Seu treinamento, orientado pela professora de educação física e fisioterapeuta Fernanda Garcia, é focado em três exercícios diferentes para tríceps e em outros dois para bíceps, com dez repetições cada um:

“Fazemos um trabalho de treinamento desportivo associado ao pilates. As pessoas pensam que o método é apenas algo para alongar, mas não. Durante a prática, os músculos devem ser fortes e flexíveis. Isso aumenta a rigidez”, explica Fernanda.

A professora explica que a técnica se baseia na aplicação correta da força, na tonificação dos músculos e no alongamento. Os exercícios são trabalhados de dentro para fora do corpo, levando em conta a respiração suave. Os movimentos são constantes, mas realizados sem pressa e com muito controle para evitar o estresse.

“É importante revezar os movimentos para trabalhar o corpo de forma integrada. Mas, no caso do braço, um bom aparelho é o Cadillac, que tem molas que ajudam a pressionar e gerar uma força maior na região”, acrescenta Fernanda.

Antes de fazer pilates, Desirée praticava corridas matinais, mas se sentia agitada demais: “O pilates me fez prestar atenção na respiração enquanto faço o exercício”, conta.

Fonte: Revista Pilates

06 maio 2011

Nutrição e evolução humana

Diversas hipóteses procuram explicar como e em quais circunstâncias a raça humana diferenciou-se dos primatas. Evidências científicas apontam que a seleção natural, associada ao padrão dietético da época foram os principais responsáveis por tais alterações. Sabe-se que o comportamento alimentar influenciou fortemente nossos ancentrais no aspecto físico, social e comportamental.
“Somos o que comemos” e para compreender o papel da alimentação na evolução humana, é preciso observar a história. Durante milhares de anos, os hominídeos buscavam instintivamente seus alimentos, comportando-se como caçadores-coletores. Essa intensa procura por alimentos desenvolveu nos nossos ancestrais a capacidade de se locomoverem sobre duas pernas, o que permitiu maior mobilidade e acesso a locais mais longínquos.
Além disso, as intensas mudanças climáticas favoreceram a escassez de recursos alimentares, acarretando na necessidade de nomadismo, ou seja, o deslocamento a outras áreas ainda não exploradas. Nesse contexto, o bipedalismo pode ser visto como uma das primeiras estratégias na evolução nutricional humana, pois, esse comportamento, teria aumentado substancialmente o número de calorias despendidas na coleta de alimentos.
Observa-se ainda a expansão do cérebro humano que se associa a uma dieta rica em calorias e nutrientes. Esse desenvolvimento é constatado após o início do consumo de alimentos de origem animal com a ampliação da caça. Estima-se que, nesse período, 60% do total de calorias ingeridas era proveniente de alimentos protéicos.
Com o descobrimento do fogo, o homem passou a cozinhar os alimentos, o que permitiu que os vegetais ficassem mais macios. Isso fez com que os dentes e mandíbulas involuíssem de tamanho diante da facilidade de mastigação.
Com a evolução humana e considerando a alimentação da civilização moderna, observa-se hoje a convergência a uma dieta mais rica em gorduras (particularmente as de origem animal), açúcares e alimentos refinados; ao mesmo tempo uma redução do consumo de fibras, carboidratos complexos e alimentos funcionais.
Em paralelo, a demanda energética da vida contemporânea tem caído drasticamente, devido a um estilo de vida mais sedentário. Estima-se que o gasto energético total do homem atual seja o equivalente a 68% do gasto dos ancestrais hominídeos.
Isso resulta no aparecimento das diversas doenças crônicas que estão em ascensão como obesidade, diabetes mellitus, hipertensão e câncer.
Somos vítimas do nosso sucesso evolutivo. Adotamos uma dieta calórica concentrada, mas minimizamos a quantidade de energia despendida em atividades físicas. Por isso, em questões nutricionais, deveríamos voltar ao passado, aumentando o consumo de alimentos naturais como frutas, oleaginosas e tubérculos, diminuindo a ingestão de alimentos ricos em aditivos alimentares e abandonando o sedentarismo.
Por Fernanda Damas
Pro Corpore Studio do Corpo Ltda ME. Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Siga-nos através de seu e-mail!

Total de visualizações de página